Pico do Marins

Bom dia meus amigos. Primeiramente gostaria de agradecer por vocês acessarem nosso site. Quero compartilhar nessa postagem a aventura que realizei com meus amigos e colaboradores que foi o trekking rumo ao Pico do Marins, no município de Piquete – SP. Honestamente não acreditei que conseguiria diante das dificuldades técnicas que enfrentei; isso sem contar que já tive um princípio de infarto e possuo um Stent em meu peito. Mas com a ajuda de Jesus Cristo tudo deu certo e vou relatar um resumo desta aventura:
Saímos de casa no dia 14 de Maio de 2011 com destino à Pousada Fazenda Santa Lidia.
Ficamos aguardando nossos amigos chegarem e enquanto isso fomos explorar a fazenda. Conhecemos a Via Sacra (conta a história da crucificação de Jesus) – lugar maravilhoso e repleto de energias positivas que nos fez meditar acerca da vida (vale a pena vocês conferirem quando forem ao município). Na volta eu e a Adri tomamos umas duas latinhas de cerveja (não acreditem que foram só duas hehehe) e então chegaram nossos amigos: o casal Sergio e Fernanda e o casal Edilson e Lúcia. Foram uma excelente companhia em nossa aventura. Espero que eles estejam sempre do nosso lado nas próximas caminhadas.
Contratamos o guia Milton (acampamento base Marins) – gente finíssima que nos ensinou muitas coisas sobre ecologia, segurança nas trilhas, mountain bike (você acredita que ele conhece nosso guru da Tribo do Pedal Selvagem Mazinho? – esse mundo é pequeno demais....).
No começo to trekking foi aquela empolgação: Todos animados e com gás total. Então tome subidas...e lá perto do cume vento e frio...e mais subidas, onde a dificuldade técnica ia aumentando cada vez mais. Mas graças à Deus chegamos todos bem, pois o guia tem uma grande experiência e todos se sentiam muito seguros.
Bem...teve a volta!!! Levamos em torno de 10 horas para completar o trajeto ida e volta. Começamos da base por volta das 07:30 e terminamos às 17:30 num ritmo médio no começo e moderado (quase parando hehehe) na volta. Então voltamos para a pousada, nos arrumamos e vamos para casa (a Dutra estava tranqüila no Domingo à noite). Apesar do cansaço extremo estamos felizes e realizados...

































Comentários

  1. Esta é uma verdadeira subida, eita coragem ....

    ResponderExcluir

Postar um comentário